História da Sociedade Portuguesa de Numismática

 

 

A Sociedade Portuguesa de Numismática foi constituída por um grupo de colecionadores da cidade do Porto no ano de 1952, corporizando a necessidade então sentida por muitos dos entusiastas pelo colecionismo de moedas em organizar e incrementar esta atividade e em favorecer a aproximação dos interessados pela Numismática, uma vez que, na época, ao contrário do que acontecia nas maioria dos países, não existia em Portugal uma associação que agregasse os numismatas.

As origens da SPN remontam aos tempos da tertúlia promovida no portuense Café Flórida, por um grupo de ilustres colecionadores de moedas, quando, em 29 de maio de 1950, se constituem como Comissão Fundadora de uma associação numismática então designada por "Instituto Numismático de Portugal", alterada em 31 de maio do mesmo ano para "Associação Numismática de Portugal". Em 5 de julho de 1950, a Comissão Organizadora da nova coletividade, entretanto constituída e presidida por Mário Rodolfo Revisioni Ramires (31 de maio de 1950-17 de abril de 1952), aprova a definitiva designação de "Sociedade Portuguesa de Numismática". Cerca de dois anos decorridos, a SPN constitui-se formalmente com a aprovação dos seus Estatutos em 12 de março de 1952, reunindo a primeira Assembleia Geral em 15 e 17 de abril do mesmo ano, onde foi eleito o primeiro Presidente da Direção, José de Barros da Rocha Carneiro  (17 de abril de 1952-15 de janeiro de 1954) e os restantes corpos sociais. Sedeada inicialmente nas modestas instalações da Rua de S. Francisco e da Rua de Santa Catarina, a SPN passou a ter sede própria em 1972 com a aquisição do excelente edifício, que atualmente ainda ocupa, na Rua de Costa Cabral, n.º 664, na cidade do Porto.

Os princípios orientadores definidos inicialmente pela Comissão Fundadora para a  associação de numismatas, ainda permanecem atuais na sua essência e têm norteado a ação dos diversas elencos diretivos da SPN, onde pontificam o incentivo do colecionismo e da investigação, a promoção e a divulgação dos estudos numismáticos e o relacionamento dos seus associados.

Hoje, com mais de seis décadas de existência, a SPN transformou-se na mais importante instituição do género existente em Portugal, agregando associados disseminados pelos cinco continentes.

Deve salientar-se o contributo ímpar da Sociedade Portuguesa de Numismática para o progresso da ciência numismática no nosso país, mobilizando estudiosos, colecionadores ou simples curiosos por assuntos numismáticos.

Na verdade, a SPN sempre tem desenvolvido uma ação continuada no âmbito da divulgação da Numismática com a edição de diversas monografias e publicações periódicas — as revistas Nummus e A Permuta — com o disponibilização da sua preciosa biblioteca especializada e com a organização de diversos encontros científicos, conferências e exposições, que permitiu a sua afirmação nacional e internacional.

Contudo, a Sociedade Portuguesa de Numismática continuar a incentivar a vida associativa e, sobretudo, procurar rejuvenecer-se com a captação de novos associados junto das camadas mais jovens. Esta renovação passará também pela remodelação de algumas áreas das sua sede, tornando-a mais funcional e confortável, bem como pela valorização do seu numofilácio com a constituição atualmente em curso de um espaço expositivo condigno que traga a sede da S.P.N. novos públicos e lhes desperte o interesse pelos estudos numismáticos.

Esta actividade de destaque em prol da Numismática traz à nossa associação mais responsabilidades, obrigando-a a manter e aprofundar a sua acção de uma forma equilibrada, conciliando sempre os interesses de colecionadores, estudiosos e, acima de tudo, dos seus associados para prosseguimento dos seus objectivos estatutários.

 

Sócios Fundadores da SPN (N.º 1-20)

 

  1. Eduard Marius Van der Niepoort

  2. José de Barros da Rocha Carneiro

  3. Manuel António de Azevedo

  4. Carlos Morais Peixoto Braga

  5. António da Silva Guimarães

  6. António Pinto de Sousa

  7. Basílio Dias Gomes da Silva

  8. José Maria Santiago

  9. Mário Rodolfo Revisioni Ramires

10. Fernando Augusto de Barros Russel Cortez

11. Jorge Kendall

12. Francisco Augusto dos Santos

13. Carlos Fernando de Sousa Santos

14. Alexandre Ferreira de Barros

15. Elísio Ferreira de Sousa

16. João António Afonso dos Santos Alfaro

17. José Taveira de Carvalho

18. António de Sousa Paupério

19. Armando Nery Teixeira

20. Frank B. Barrote

 

Presidentes da SPN (por ordem cronológica)

 

José de Barros da Rocha Carneiro (17 abril 1952-15 janeiro 1954)

Damião António Peres (15 janeiro 1954-16 dezembro 1955)

Eduard Marius Van der Niepoort (16 dezembro 1955-21 fevereiro 1960)

Gualter Rodrigues (eleito em 15 dezembro 1959 [posse 21 fevereiro 1960]-16 janeiro 1962)

Raul Ferreira Gonçalves (16 janeiro 1962-2 janeiro 1968)

Armando Nery Teixeira (eleito em 15 dezembro 1967 [posse 2 janeiro 1968]-faleceu em 11 julho 1968), substituído interinamente por Ilídio Araújo (Vice-Presidente) (11 julho-22 dezembro 1968)

Valdemar Cordeiro (22 dezembro 1968-16 fevereiro 1970)

Raul Gonçalves (eleito em 6 fevereiro 1970 [posse 16 fevereiro 1970]-14 dezembro 1971)

Mário Santos de Almeida  (14 dezembro 1971-dezembro 1983)

Carlos Morais Peixoto Braga (dezembro 1983-dezembro 1985)

Jorge Valladares Souto (dezembro 1985- 30 junho 2012)

Rui Manuel Sobral Centeno (30 junho 2012- )

69ª Permuta Inter-Associados: 2ª FASE no dia 29 de JUNHO de 2017
69ª Permuta Inter-Associados: 2ª FASE no dia 29 de JUNHO de 2017

NUMISMA LEILÕES n.º 110, no próximo dia 22 de junho de 2017
NUMISMA LEILÕES n.º 110, no próximo dia 22 de junho de 2017