73ª PERMUTA da SPN: já está disponível o Catálogo em Pdf

Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2019
73ª PERMUTA da SPN: já está disponível o Catálogo em Pdf

Já se encontra disponível  a versão em Pdf do catálogo  da 73ª PERMUTA por Correspondência Inter-Associados, que irá decorrer no próximo dia 21 de MARÇO (5ª Feira), na sede da SPN, pelas 21H30.

Os Estimados Associados que desejem descarregar o documento em Pdf, poderão fazê-lo no menú "Permutas Inter-Associados", submenú "Catálogos". O catálogo deste leilão "Extraordinário" apresenta 733 lotes que integravam uma magnífica coleção de um Associado da SPN . Exceptuando os 21 primeiros lotes, esta 73ª Permuta é consagrada à numária de Portugal e das Antigas Colónias.

Uma das características que mais impressiona nesta coleção é elevada qualidade da generalidade dos lotes, em termos de conservação, integrando-se numa das tendências atuais do colecionismo numismático. Também deve realçar-se que um dos principais propósitos do seu proprietário foi colecionar moedas produzidas por cunhagem mecânica, sendo escasso, por esta razão, o número de exemplares batidos a martelo, os mais antigos são de D. Manuel I. Nesta caracterização genérica, merece ainda uma referência a presença maioritária de moeda de prata na coleção, seguido pelo cobre e ouro. Estamos, pois, perante uma coleção que, apesar das suas limitações cronológicas, é excecional quanto ao estado de conservação da quase totalidade dos espécimes que a constituem, característica que não é fácil encontrar noutras coleções desta grandeza. Em suma, o proprietário desta coleção pautou-se por rigorosos critérios de seleção das moedas que foi adquirindo ao longo dos anos, onde teve um papel determinante o estado de conservação de cada espécime.

Naturalmente, são muitos os lotes que merecem uma referência pela sua raridade, qualidade estética e estado de conservação, mas tal desiderato tornaria excessivamente longo, e até maçador, este introito ao catálogo. Contudo, é nossa obrigação elencar aqui alguns dos numismas mais significativos e algumas das nossas preferências: comecemos pelos lotes pertencentes ao Mundo Romano (n.º 1-21) onde podemos deparar com os bonitos sestércios de Antonino Pio (n.º 4) e Otacila Severa (n.º 8) ou com a dupla maiorina de Juliano II (n.º 13); no que à numária portuguesa diz respeito, podemos realçar o Real Português Dobrado (n.º 24)  e o raro Tostão L (Cruz de Aviz) (n.º 25), de D. João III e diversos lotes de D. Pedro II (n.º 55, 58-61 e 65-6); também sobressai o belo cruzado joanino, de 1707 (n.º 87), ou o de Maria I, de 1794 (n.º 141); entre o numerário do século XIX, uma palavra para os Patacos de 1822 (n.º 167) e de 1828 (n.º 178), de D. João VI e de D. Pedro IV, respetivamente, em excecional estado de conservação e, por isso, de difícil acesso; o conjunto de lotes pertencentes a D. Miguel I (n.º 180-90) também chamam à atenção pela superior conservação em que se encontram; finalmente, destaquemos a Peça de D. Maria II, de 1835 (n.º 204), os 500 Réis de D. Carlos I, da emissão de 1900 (n.º 348) e, para os Açores, o conjunto de numismas com carimbo GP, do reinado de D. Luís I (n.º 400-3)

Entre o numerário colonial português também são muitos os motivos de interesse, merecendo referência especial a série de macutas, de prata e cobre, de Angola, sobretudo dos reinados de D. José I (n.º 407-16) e D. Maria I (n.º 417-34), onde figuram exemplares muito bem conservados e, por isso, de difícil aquisição; o Brasil também está bem representado nesta 73ª Permuta com um extenso número de lotes (n.º 442-622), onde pontificam diversas moedas raras e de considerável valor, como os 640 Réis 1755 -J, de D. José I e com reverso sem letra monetária (n.º 502), os apreciados e raros 960 Réis, de D. João Príncipe Regente, de 1816-R, da série especial (n.º 562), de 1810-B (n.º 564) e de 1813-B, com anverso [...] REGENES[...] (n.º 568), assim como os 8 Reales de Carlos IIII, cunhados na casa da moeda de Santiago em 1806, com o carimbo 960 (n.º 597); já do reinado de D. João VI, os 960 Réis de 1820-R, com [...] SATB no reverso (n.º 616) e anverso com 7 frutos no ramo esquerdo da coroa (n.º 617), são os nossos lotes favoritos; entre a atrativa numária da Índia portuguesa, o Xerafim joanino, de 1740 (n.º 630), é um exemplar a referenciar, juntamente com o Pardau de D. José I, de 1781 (n.º 634), mas deve também salientar-se o bom estado de conservação da grande maioria dos lotes, situação pouco habitual quando se trata deste tipo de numerário. Os destaques finais vão para alguns lotes de Moçambique: os canelos de 1843 e de 1845 com carimbo da roseta (n.º 877-78), e os raros 2 ½ Meticais (n.º 713), todos do reinado de D. Maria II, e ainda os quaro lotes com carimbo PM, dos reinados de D. Luís I (n.º 714-5) e D. Carlos I (n.º 716-7).

Esta extensa enumeração de alguns lotes merecedores de destaque é bem demonstrativa da importância desta 73ª Permuta por Correspondência que, seguramente, vai despertar um grande interesse entre os nossos Associados, nacionais e estrangeiros, constituindo uma oportunidade única para a aquisição de espécimes raros da numária portuguesa, apresentados num superior estado de conservação que muito contribui para a sua valorização.

Finalmente, informa-se que a versão impressa deste catalogo será enviada aos Senhores Associados com as quotas regularizadas. Caso não se encontre nesta situação e deseje receber o catálogo desta importante coleção, deve proceder ao pagamento de quotas em atraso com a brevidade possível.

Rui Centeno


< voltar

NUMISMA LEILÕES n.º 118, dia 26 de junho de 2019
NUMISMA LEILÕES n.º 118, dia 26 de junho de 2019

74ª PERMUTA por Correspondência: é já no próximo di 27 DE JUNHO
74ª PERMUTA por Correspondência: é já no próximo di 27 DE JUNHO